FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Empresas reagem e fazem Brasil voltar à rota do crescimento, diz Levy

Ministro da Fazenda disse que País crescerá muito rápido se reforçar concorrência, simplificar impostos e facilitar investimentos

FERNANDA GUIMARÃES E FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, ENVIADOS ESPECIAIS, O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2015 | 17h05

CAMPOS DO JORDÃO - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse neste sábado, 29, que as empresas estão reagindo e fazendo o Brasil voltar para a rota do crescimento. "Sem diminuir o tamanho dos desafios que a gente tem, eu acho que devemos ficar confiantes. Os nossos desafios não são muito diferentes dos de outros países", pontuou.

Segundo o ministro, a economia do Brasil já está respondendo. "Se reforçarmos a concorrência, se simplificarmos os impostos, facilitarmos para as pessoas terem mais segurança jurídica para realizarem investimentos e vencerem os desafios de curto prazo, o Brasil começa a crescer muito rápido", disse Levy em apresentação no 7º Congresso Internacional de Mercados Financeiros e de Capitais organizado pela BM&FBovespa, em Campos do Jordão, interior de São Paulo.

Levy afirmou ainda que é necessário apoio e consenso em alguns pontos. "Não é preciso consenso em muitas coisas, mas pelo menos qual é a escolha econômica precisa de consenso", destacou.

"Sabemos que não podemos fingir que não há certos desafios no curto prazo", afirmou. "Para superar, eu acho que temos que estar juntos para enfrentar os desafios e a realidade. Nós temos tudo para vencer", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
economiaJoaquim LevycrescimentoPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.