Empresas têm até terça para aderir ao novo modelo do FGTS

Novo sistema de rescisão evita inconsistência nos cálculos do Fundo efetuados pelas empresas

30 de julho de 2007 | 13h29

As empresas têm prazo até esta terça-feira, 31, para se enquadrarem no novo modelo rescisório do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A partir de quarta, o recolhimento do benefício será realizado somente eletronicamente, por meio da Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS (GRRF), já disponível no site da Caixa.  Veja também:FGTS na Caixa O novo sistema busca eliminar a necessidade de manuseio dos dados e evitam qualquer inconsistência nos cálculos efetuados pelas empresas. Os objetivos são diminuir custos e trabalho para as empresas e aumentar a rapidez do recebimento dos valores correspondentes pelo trabalhador, que passará a receber o benefício em até quatro dias úteis.  O aplicativo da GRRF permitirá às empresas solicitar o saldo rescisório do FGTS, calculando os valores a serem recolhidos (eliminando a diferença no recolhimento) e gerando um único documento para a quitação.  Mensalmente, cerca de 900 mil trabalhadores são beneficiados com o crédito de recolhimento rescisório efetuado por suas empresas. Do total pago por mês, aproximadamente 70% já estão sendo realizados com a utilização da GRRF.  Para esclarecimento de dúvidas, os empregadores devem entrar em contato com a Central de Atendimento da Caixa pelo telefone 0800-726-0104.

Tudo o que sabemos sobre:
Caixa Econômica FederalFGTS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.