coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Empresas vencedoras recebem prêmio Destaques Cias. Abertas

As dez melhores empresas do mercado de capitais de 2001, sob a perspectiva dos acionistas, receberam hoje o prêmio Destaques Cias. Abertas da Agência Estado/Economática. Os três primeiros colocados receberam o prêmio das mãos do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Eleazar de Carvalho, e do presidente da Economática, Fernando Exel. A primeira colocada foi a Souza Cruz, representada por seu presidente, Flávio de Andrade. O segundo lugar ficou com a Companhia Vale do Rio Doce. Recebeu o prêmio seu presidente, Roger Agnelli. A AmBev arrematou a terceira colocação, e recebeu o prêmio o presidente Victório de Marchi.As empresas que ficaram entre a quarta e a décima colocação receberam a premiação das mãos do deputado federal pelo PSDB, Antônio Kandir. São elas: Ultrapar (representada pelo presidente, Paulo Cunha, e pelo diretor financeiro, Fábio Schvartsman), Confab (presidente, Roberto Caiuby Vidigal), Itaú (superintendente de Relações com Investidores Geraldo Soares), Fosfértil (diretor de Relações com Investidores, Luiz Antonio Bonagura), Weg (diretor presidente, Décio da Silva), Telesp (diretor de RI, Charles Allen) e Banespa (presidente, Gabriel Jaramillo). Essa é a segunda edição anual do Destaques Cias. O Ranking Agência Estado/Economática utiliza metodologia especialmente desenvolvida para destacar a rentabilidade e o desempenho das companhias abertas, permitindo a comparação entre empresas de diferentes tamanhos e setores da economia. Foram analisadas 154 companhias com patrimônio líquido superior a R$ 10 milhões e cujos balanços foram publicados dentro do prazo previsto em lei.Leia mais sobre o Destaques Cias Abertas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.