Emprestar o nome é causa maior de inadimplência

Emprestar o nome para um parente ou amigo abrir um crediário continua ser a maior motivo de inadimplência no País. Pesquisa nacional realizada na segunda quinzena de janeiro pelo Grupo Unidos, especializado em recuperação de crédito, revela que 21% dos entrevistados estavam inadimplentes porque emprestaram seu nome para compras de terceiros, que não quitaram os débitos.Em comparação com a última pesquisa, realizada em novembro, esse motivo apresentou uma redução de 1,7%. Mas ele está acima de janeiro do ano passado, quando representava 18,6% das respostas. "O crescimento desse motivo está associado à expansão do crediário ao longo do ano", diz o diretor do Grupo Unidos, Julio Shinohara.O segundo motivo mais citado, com 17,8% das respostas, é o atraso de salário. A causa, segundo Shinohara, ainda são os juros altos. "Se a empresa estiver com problemas de caixa, vai atrasar salários e evitar recorrer a empréstimos por causa dos juros", diz.O motivo desemprego, que aparece em terceiro lugar no levantamento, subiu em janeiro. Ele aparece em 13% das respostas, ante 11,8% em novembro. O aumento é sazonal por causa da redução dos trabalhos temporários de fim de ano. O porcentual é um pouco menor do que em janeiro passado, de 13%. Já o comprometimento da renda está presente como o principal motivo de atraso em 11% das respostas. Entre os inadimplentes, 37,4% estão com prestações atrasadas no valor de R$ 50 a R$ 100 e possuem rendimentos na faixa de R$ 250 a R$ 500.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.