Empréstimo bancário terá desconto no salário, diz a CUT

O presidente da CUT, Luiz Marinho, disse hoje que até o final do mês o governo vai editar uma medida provisória que permitirá o desconto direto no contra-cheque dos trabalhadores da iniciativa privada de empréstimos concedidos pelos bancos.Segundo Marinho, o Ministério da Fazenda deverá organizar nos próximos 15 dias uma nova reunião para fechar os últimos detalhes da proposta com os representantes dos trabalhadores e dos bancos. Em reunião com assessores do Ministério da Fazenda, o presidente da Central recebeu a minuta da proposta de MP. Marinho disse que será preciso ainda resolver o problema de quem arcará com o custo operacional para a concessão dos empréstimos. "As empresas podem colocar esse custo como benefício para o trabalhador", disse. Quando anunciou o acordo para a criação dessa nova modalidade de empréstimo com consignação em folha de pagamentos, o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, disse que a medida pode garantir uma redução "drástica" do juro bancário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.