Empréstimos do Bird poderão ficar mais baixos

O diretor de Normas do Banco Central, Alexandre Tombini, disse nesta quinta-feira que o Conselho Monetário nacional aprovou, no mesmo dia, voto que permite que o IFC (braço financeiro do Banco Mundial - Bird) possa repassar recursos captados em reais no mercado brasileiro por intermédio de instituições financeiras. O diretor lembrou que o IFC já tinha permissão para fazer esse tipo de operação desde junho de 2001, mas encontrou dificuldades para operacionalizar o repasse dos recursos captados no mercado brasileiro.O diretor explicou que o custo de captação em recursos pelo IFC deve ser menor porque a instituição tem uma boa classificação de risco de crédito (Triple way). Com isso, o custo dos empréstimos ao tomador final dos recursos captados deverá ser menor. O diretor disse que os recursos captados pelo IFC deverão ser repassados ao setor produtivo brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.