Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Empréstimos na zona do euro caem 0,3% em setembro

Os empréstimos para o setor privado da zona do euro caíram em setembro em relação a igual período do ano passado, demonstrando as restrições de financiamento para empresas e famílias, que podem prejudicar a recuperação econômica da região. Os empréstimos caíram 0,3%, após avanço de 0,1% em agosto, segundo dados do Banco Central Europeu. O BCE informou que os empréstimos para empresas não-financeiras declinaram à taxa anual de 0,1% em setembro, após alta de 0,7% em agosto. Os empréstimos para famílias recuaram 0,3%, em base anual, depois de terem declinado 0,2% em agosto.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

27 de outubro de 2009 | 09h29

"Há pouco sinal de que as condições no setor bancário estão se tornando mais normais, sugerindo que ainda é muito cedo para o BCE pensar em remover as provisões generosas de liquidez, sem falar na taxa de juro", disse Ben May, economista da Capital Economics, em Londres. A taxa de crescimento, em base anual, da oferta monetária (M3) desacelerou para 1,8% em setembro, após alta revisada de 2,6% em agosto, no menor aumento na oferta monetária desde a criação da moeda única. A M3 compreende a moeda em circulação, depósitos overnight e de curto prazo, títulos de dívida de até dois anos, acordos de recompra e cotas de fundos mútuos de mercado monetário. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
zona do euroempréstimos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.