Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Encomenda à indústria na zona do euro tem aumento de 3,1%

Alta registrada no mês de junho, na comparação com maio, foi a maior desde novembro do ano retrasado

AE,

24 de agosto de 2009 | 11h32

As encomendas à indústria da zona do euro (grupo dos 16 países que adotam o euro como moeda) cresceram 3,1% em junho na comparação com maio, o maior aumento desde novembro de 2007, mas foram 25,1% inferiores ao nível de junho do ano passado, informou a agência de estatísticas da União Europeia (UE), a Eurostat. Economistas esperavam, em média, aumento de 3% na comparação mensal e queda de 26,9% ante junho do ano passado. Os dados de maio foram revisados de queda de 0,2% para 0,5% ante abril e de declínio de 30,1% para 30,3% ante maio de 2008.

 

Excluindo a categoria transportes, as encomendas aumentaram 1,9% em junho ante maio, o maior ganho desde janeiro do ano passado. Na comparação com junho de 2008, houve queda de 26,7%, menor que o declínio de 30,3% registrado em maio ante maio de 2008. As novas encomendas por bens de capital (máquinas e equipamentos) cresceram 5,6% em junho ante maio, o maior aumento em dois anos, enquanto as de bens de consumo não duráveis expandiram-se 3,1%, o maior ganho desde março de 2007. As encomendas por bens de consumo duráveis, no entanto, caíram 3,5% e as de bens intermediários diminuíram 0,9%.

 

Em comparação com junho do ano passado, as encomendas de bens de consumo não duráveis aumentaram 0,3%, as de bens de consumo duráveis recuaram 22,2% e as de bens de intermediários diminuíram 31,1%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Indústriaeuroencomenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.