Encomenda de bens duráveis cai em agosto nos EUA

As encomendas de bens duráveis caíram 2,4% em agosto na comparação com julho nos Estados Unidos, para um volume sazonalmente ajustado de US$ 164,44 bilhões, informou o Departamento de Comércio dos EUA hoje. Essa foi a maior queda desde a de 7,8% anunciada em janeiro. Os analistas previam, em média, aumento de 0,3% das encomendas em agosto ante julho.

MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

25 de setembro de 2009 | 10h19

Em julho, as encomendas de bens duráveis aumentaram 4,8%, dado revisado em relação à alta de 5,1% anunciada antes. No acumulado do ano, as encomendas estão em queda de 24,9%, em termos não ajustados, em relação aos oito primeiros meses do ano passado. As encomendas de bens de capital (máquinas e equipamentos) não ligados ao setor de defesa e excluindo aeronaves, um sinalizador do gasto com investimento pelas empresas dos EUA, caiu 0,4% em agosto, depois de diminuir 1,3% em julho.

As encomendas de bens relacionados a transportes despencaram 9,3% em agosto. As de veículos automotores cresceram 0,4% e as de aeronaves comerciais despencaram 42,2%. Excluindo o setor de transporte, as encomendas de todos os bens duráveis ficaram estáveis em agosto ante julho. Os embarques de bens duráveis da indústria de transformação diminuíram 1,4% no mês passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAencomendasbens duráveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.