Encomendas industriais na zona do euro sobem em abril

As novas encomendas industriais nazona do euro foram mais fortes que o esperado em abril, apósterem registrado queda em março, segundo dados divulgados peloescritório de estatísticas europeu nesta quarta-feira. As novas encomendas nos 15 países que usam o euro subiram2,5 por cento em relação ao mês anterior e 11,7 por cento emrelação ao mesmo período do ano passado, informou o Eurostat. Economistas consultados pela Reuters esperavam 0,6 porcento na comparação com o mês anterior e 1,5 por cento emrelação ao mesmo mês de 2007. O Eurostat também revisou para baixo os dados do mês demarço para 1,2 por cento em relação ao mês anterior e 3,7 porcento em relação a março de 2007. As novas encomendas são um indicador da atividadeindustrial na região que podem ter impacto na políticamonetária adotada pelo Banco Central Europeu (BCE). O BCE, que quer manter a inflação anual abaixo de 2 porcento, tem sinalizado que pode subir levemente as taxas dejuros em reunião marcada para 3 de julho, depois que os preçosao consumidor atingiram recorde de 3,7 por cento em maio.

REUTERS

25 de junho de 2008 | 08h44

Tudo o que sabemos sobre:
MACROENCOMENDASEURO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.