Encontro entre Repsol e Morales foi ´franco e cordial´

Foi qualificado como "franco e cordial" o encontro que o presidente Evo Morales manteve nesta sexta-feira com representantes da companhia petrolífera espanhola Repsol, segundo explicou o secretário de Assuntos Exteriores e para a América Latina, Bernardino León. Uma conferência de imprensa após o encontro de Morales com a Repsol, realizada por León e o vice-presidente Alvaro Garcia, que também esteve presente na reunião, e os representantes da empresa, esclareceu que se realizaram "os esforços necessários para que se chegue a acordos no âmbito da diplomacia, em benefício das duas partes". Foi afirmado ainda que a atual administração se comprometeu a garantir a segurança jurídica, e que foram criadas condições que asseguram e viabilizam o diálogo e que projeta maneiras para que a empresa espanhola possa prosseguir trabalhando. Diz uma nota da Agência Boliviana de Informação (ABI) que "o governo garantirá as regras estáveis e duradouras; com segurança jurídica e de rentabilidade para os investimentos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.