Endesa estuda aquisições no Brasil e no México

Inspirada pela melhora nas perspectivas de crescimento e estabilidade na América Latina, a companhia espanhola de eletricidade Endesa SA está considerando aquisições na região, segundo seu executivo-chefe, Rafael Miranda. No Brasil, a companhia tem participações na Ampla (antiga Cerj), Coelce, na geradora Cachoeira Dourada e na Cien, da área de transmissão. Brasil e México, em particular, oferecem prospectos interessantes, mas qualquer aquisição "precisa de prudência" e vai precisar de padrões financeiros rigorosos, disse o executivo. No Chile, onde Miranda se apresentou em conferência, a companhia vai participar no projeto de gás natural liqüefeito planejado pela estatal Empresa Nacional de Petróleo. O executivo acrescentou que a Endesa tem mantido "conversações positivas" com a companhia e membros do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.