Endividamento das famílias fica em 45,83% em março

O endividamento das famílias, segundo o Banco Central, recuou. Entre fevereiro e março passou de 45,83% da renda acumulada nos últimos 12 meses para 45,73%. O dado foi divulgado nesta quinta-feira, 29, pela instituição.

VICTOR MARTINS E EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

29 de maio de 2014 | 12h49

O comprometimento da renda com amortização das dívidas caiu de 12,84% para 12,75%; com juros, de 8,66% para 8,62%. O comprometimento da renda com serviço da dívida, quando se excluí o crédito habitacional, recua de 21,37% para 19,55%.

Tudo o que sabemos sobre:
endividamentofamíliasCNCmarço

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.