Endividamento do consumidor sobe, mas inadimplência cai em julho

Segundo a CNC, porcentual de famílias com dívidas em atraso caiu para 21% em julho 

Daniela Amorim, da Agência Estado,

24 de julho de 2012 | 10h12

RIO - O número de endividados aumentou em julho pelo segundo mês consecutivo, segundo a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada há pouco pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O porcentual de famílias com dívidas subiu de 57,3% no mês passado para 57,6% neste mês.

Entretanto, o número de famílias endividadas ainda está em patamar inferior ao registrado em julho do ano passado, quando a fatia era de 63,5%. A pesquisa leva em consideração prestações a pagar em cheque pré-datado, cartão de crédito, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro ou seguros.

Por outro lado, a Peic mostrou um recuo na inadimplência. O porcentual de famílias com dívidas ou contas em atraso caiu para 21,0% em julho, após ficar em 23,2% em junho. No mesmo período do ano passado, a fatia de inadimplentes era de 23,7%.

 

O número de famílias que dizem não ter condições de pagar suas dívidas em atraso também caiu, para 7,3% do total em julho, ante 7,5% em junho. Em julho de 2011, o porcentual de famílias que considerava não ter condições de pagar suas contas em atraso era de 8,1%. 

Tudo o que sabemos sobre:
EndividamentoInadimplenciaCNC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.