finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Endividamento e inadimplência em SP têm leve queda em julho

O número de endividados no municípiode São Paulo recuou em julho, enquanto a inadimplência tevediscreta melhora, mostrou nesta segunda-feira pesquisa daFederação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). Segundo o levantamento, 57 por cento dos paulistanos estãoendividados, ante 62 por cento em junho. A redução reflete adecisão do consumidor de quitar dívidas antes de assumir novoscompromissos. Já em comparação com o mesmo período do anopassado, o indicador subiu 5 pontos percentuais. O número de inadimplentes caiu de 41 por cento em junhopara 39 por cento. Na comparação anual, a queda foi de 1 ponto. "Mesmo com a queda do número de endividados em julho, oíndice continua muito elevado... Torna-se necessário que ocrescimento do crédito venha acompanhado pelo aumento da rendae do emprego", afirmou em nota o presidente da Fecomercio,Abram Szajman. O nível de inadimplência é maior entre os consumidores queganham até três salários mínimos. O comprometimento da renda do consumidor com o pagamento dedívidas permaneceu em 32 por cento. A pesquisa é apurada mensalmente com pouco mais de 1.300consumidores no município de São Paulo.

REUTERS

23 de julho de 2007 | 18h59

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSMACROFECOMERCIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.