Energia nos EUA sobe 4,9% em maio; alimentos, 0,8%

Os preços ao produtor norte-americano no segmento de energia subiram 4,9% em maio nos Estados Unidos, após registrarem queda de 0,2% em abril. Os preços da gasolina saltaram 9,3%; do diesel avançaram 11,2%. Já os preços ao produtor dos alimentos tiveram alta mais modesta e subiram 0,8% em maio, liderados por suínos e frutas frescas.Porém, os números do índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) nos Estados Unidos, divulgado hoje, sugerem que as pressões de alta nos preços não estiveram restritas apenas aos alimentos e à energia. Os preços dos automóveis para passageiros, por exemplo, caíram 1% em maio. Os preços das matérias-primas avançaram 6,7%, enquanto o núcleo dos preços das matérias-primas subiram 5%. Os preços dos bens intermediários avançaram 2,9% e o núcleo desse item cresceu 2%, a maior elevação em um mês registrada desde janeiro de 1980. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.