Energia: tarifa para baixa renda pode cair

Amanhã a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai analisar a minuta de resolução que aperfeiçoa os critérios de enquadramento para consumidores classificados como sendo de baixa renda na concessão de energia elétrica da CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz). Com a mudança, 100 mil consumidores de energia atendidos pela concessionária terão suas tarifas reduzidas em até 65%. Assim, dos 2,6 milhões de consumidores atendidos pela CPFL, 21% (550 mil) serão denominados classe baixa renda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.