Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Engenheiros de Belo Monte são libertados por índios

Funcionários da Norte Energia estavam ‘retidos’ desde segunda em aldeia do Pará

Ayr Aliski, da Agência Estado,

27 de julho de 2012 | 13h11

A Norte Energia, empresa responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica Belo Monte, informa que foram libertados nesta sexta-feira os dois engenheiros que foram retidos na aldeia Muratu, na terra Paquiçamba, localizada na Volta Grande do Xingu, no Pará. Um outro funcionário, dos três detidos pelos índios, havia sido libertado ontem à noite.

Em nota, a Norte Energia relata que hoje, por volta das 11h da manhã, recebeu em Altamira (PA) os dois engenheiros que ainda estavam retidos. Segundo explica a empresa, em 23 de julho de 2012 um grupo de três técnicos, sendo um engenheiro da própria empresa e dois de prestadoras de serviço (PCE Engenharia e Leme Engenharia), se dirigiu à aldeia para explicar o Sistema de Transposição de Embarcações, localizado no sítio Pimental, no Rio Xingu. Desde então, esses três funcionários foram impedidos de deixar a aldeia.

"A Norte Energia S.A. repudia esse sequestro porque todos os acordos serão cumpridos, conforme o que ficou combinado na última reunião do dia 10 de julho. A população indígena da região de influência da hidrelétrica está sendo atendida por meio de ações pontuais e pelo Projeto Básico Ambiental (PBA) do componente indígena", destaca a nota.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaBelo Monteengenheiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.