Enron: fundos de pensão processarão cinco bancos de investimento

Fundos de pensão dos Estados Unidos vão entrar com um processo na semana que vem contra cinco grandes bancos de investimento por terem sido os consultores de uma emissão de US$ 11,6 bilhões em bônus pela Enron Corp, oito meses antes de a empresa pedir concordata, disse o advogado que está lidando com o caso. William Lerach, um associado sênior da Milberg Weiss Bershard Hynes & Lerach, afirmou que cinco ou seis fundos de pensão iriam processar os bancos J.P. Morgam Chase & Co., Citigroup Inc., ABN Amro Holdings NV, Deustche Bank AG e Bank of America Corp. "Não se trata de um processo coletivo", disse Lerach. Ele afirmou que outros nove ou dez fundos estão estudando entrar com uma ação contra a Enron. Segundo Lerach, a Lei de Valores Mobiliários de 1933 responsabiliza os emissores e subscritores por falsa informação prestada aos compradores no momento da venda dos bônus, a menos que possam provar que não foram negligentes. O ABN Amro disse que era cedo demais para comentar, enquanto o Deutsche Bank informou que não comenta esse tipo de assunto. Os outros bancos não foram imediatamente encontrados. As informações são da agência Dow Jones.

Agencia Estado,

11 de julho de 2002 | 17h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.