Renato S. Cerqueira/Futura Press
Renato S. Cerqueira/Futura Press

Entenda o que é o Ibovespa e como o índice é calculado

O principal índice da Bolsa brasileira é um indicador importante da economia do País

Marcos Antomil, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

24 de junho de 2019 | 09h12

O Ibovespa é o principal índice da Bolsa de Valores brasileira. A primeira observação a fazer é que, apesar de continuarmos usando o nome Ibovespa, o índice soma os pontos da B3, novo nome da Bolsa de São Paulo, alterado em 2017, a partir da junção da BM&F Bovespa (Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo) e da Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (Cetip).

O que é Ibovespa?

Ibovespa é o índice que agrupa o número de pontos somados por uma determinada quantidade de ações significativas dentro da B3. O índice funciona como uma carteira teórica de ações, em que estão listadas as principais ações – o resultado diário é calculado com base nas ações que representem 80% do volume negociado na Bolsa.

Como se chega ao número de pontos do dia?

Cada ação listada na Bolsa recebe um peso, que multiplica o valor das ações da empresa. A soma de todas essas multiplicações entre peso e valor das ações corresponde ao número de pontos do Ibovespa. As ações são acompanhadas a todo instante e alteram o índice automaticamente, de acordo com o fluxo e o valor das negociações dos ativos.

De acordo com César Caselani, professor de finanças da Fundação Getulio Vargas (FGV), o peso das empresas está associado ao número de ações dentro da carteira. “Quando você soma a quantidade teórica da carteira e divide pela quantidade teórica total, você obtém o peso daquela ação dentro da carteira de cada empresa.”

O que os pontos significam?

Na época em que o Brasil fazia trocas constantes de moedas, ficou instituído que, em vez de utilizarmos o valor em moeda para a definição do índice da Bolsa, ele responderia por pontos. Ou seja, 90 mil pontos significam que, para comprar a carteira teórica de ações com os pesos definidos para cada uma delas, o investidor deveria desembolsar R$ 90 mil.

Alta e queda de pontos têm qual impacto e influência na economia?

A variação do Ibovespa é um dos indicadores mais importantes da economia do País. Se o índice opera em alta significa que os investidores estão mais animados com as projeções econômicas. Se o Ibovespa está em queda representa que os investidores estão pessimistas e as ações da Bolsa estão desvalorizadas.

Segundo Caselani, da FGV, a economia perde valor quando a perspectiva piora. “O Ibovespa é consequência da saúde econômica do País. Quando se fala de tendência, deve-se observar efeitos a longo prazo. A curto prazo, a volatilidade é muito grande. Não se pode falar de tendência de um dia.”

De acordo com o professor de finanças da FGV Fabio Gallo, fatos políticos e econômicos estrangeiros também podem influenciar nos resultados do índice: “Eventos no exterior mexem com nosso mercado, principalmente aqueles que envolvem o ambiente de negócios entre as grandes nações. Um exemplo é a guerra comercial entre China e Estados Unidos”. 

Podemos investir no Ibovespa?

Não se investe diretamente no índice, mas é possível buscar produtos que tentem replicar o Ibovespa. A principal opção é o ETF (Exchange Traded Funds – traduzido como Fundos Negociados em Bolsa). Para isso, você precisa entrar em contato com uma corretora ou banco que tenha acesso às ações ofertadas na Bolsa de valores e que monte para você uma carteira bastante próxima do que é refletido no Ibovespa.

Fabio Gallo afirma que “os ETFs são particularmente indicados para investidores que gostam de administração passiva de ativos que repliquem índices”. Gestão passiva é caracterizada pela busca de uma rentabilidade, cujo desempenho replique o índice de referência, no caso o Ibovespa.

Quais empresas entram para o índice?

O número de empresas que pertencem ao Ibovespa não é fixo e pode ser alterado para refletir melhor o volume de 80% das principais ações negociadas na Bolsa. A B3, de quatro em quatro meses, reavalia a carteira do índice. Essas mudanças podem acontecer nos meses de janeiro, maio e setembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.