Nick Ut/AP
Nick Ut/AP

Entra em vigor novo conjunto de tarifas dos EUA para a China

Em represália, a China também anunciou novas taxas entre 5% e 10% que começam a serem cobradas a partir desta segunda-feira, 24, para as exportações americanas no valor de US$ 60 bilhões de dólares

EFE

24 Setembro 2018 | 04h28

WASHINGTON - Um novo conjunto de tarifas no valor de US$ 200 bilhões impostas pelos Estados Unidos para a China entrou em vigor nesta segunda-feira, 24, ameaçando aumentar ainda mais a guerra comercial entre ambas as potências.

Há uma semana, o presidente dos EUA, Donald Trump, ordenou a imposição destas tarifas, de 10% no valor de US$ 200 bilhões a produtos chineses.

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, afirmou no domingo, 23, em entrevista à emissora "Fox" que seu Governo não tem intenção de frear as políticas comerciais em relação à China.

"A guerra comercial entre China e Estados Unidos durou anos. Eis aqui o que é diferente neste governo: na medida em que alguém queira chamar isto de uma guerra comercial, estamos decididos a ganhá-la", explicou Pompeo.

Em represália às tarifas, a China também anunciou há seis dias novas taxas entre 5% e 10% a partir de hoje para as exportações americanas no valor de US$ 60 bilhões de dólares, a fim de "defender os direitos legítimos e os interesses da economia chinesa". /EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.