Entrada de dólares no País chega a US$ 3,770 bi em janeiro

A entrada de dólares no País em janeiro chegou a US$ 3,770 bilhões. De acordo com os números do Banco Central, este resultado é quase o dobro do registrado em mesmo período do ano anterior, quando ficou em US$ 1,949 bilhão, e bem acima do verificado em dezembro, um saldo negativo de US$ 3,463 bilhões. A balança comercial foi a grande responsável pelo saldo positivo do mês passado. Ficou em US$ 10,063 bilhões. Trata-se do maior saldo comercial desde o início da série histórica do BC, iniciada em janeiro de 1982. No mês passado, as contratações de câmbio para exportação ficaram em US$ 17,335 bilhões e o câmbio para importação foi de US$ 7,272 bilhões. O segundo maior resultado da série histórica foi alcançado em dezembro do ano passado, quando o fluxo comercial ficou positivo em US$ 7,802 bilhões.A contratação de câmbio para exportação também bateu recorde em janeiro, com o maior volume desde o início da série histórica (em janeiro de 1982): US$ 17,335 bilhões. O segundo maior resultado até então tinha sido de US$ 15,537 bilhões de dezembro do ano passado.No sentido oposto - apesar das compras de dólares feitas pelo Tesouro Nacional para interromper a queda do dólar -, o segmento financeiro apresentou fluxo negativo de dólares em US$ 6,293 bilhões. Durante todo o mês passado os ingressos de recursos pelo segmento financeiro ficaram em US$ 17,193 bilhões e as saídas foram de US$ 23,486 bilhões.A posição vendida em câmbio dos bancos fechou janeiro em US$ 3,377 bilhões. Em dezembro do ano passado, a posição de câmbio dos bancos estava vendida em US$ 2,018 bilhões. Com base na variação da posição de câmbio dos bancos, é possível se calcular que o Banco Central tenha comprado em janeiro cerca de US$ 5,1 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.