Entrada de dólares no País é menor em março

A entrada de dólares no País foi menor em março. Tanto na comparação com fevereiro quanto na comparação com mesmo mês do ano passado. Números divulgados pelo Banco Central nesta quarta-feira, dia 4, mostram que a entrada de moeda norte-americana foi de US$ 6,647 bilhões - em fevereiro foi de US$ 6,977 bilhões e em março de 2006, US$ 7,993 bilhões. No primeiro trimestre deste ano, o fluxo cambial ficou positivo em US$ 17,394 bilhões. Em igual período do ano passado, o fluxo foi positivo em US$ 17,692 bilhões. Tomando por base apenas o segmento financeiro, a entrada de dólares foi de US$ 772 milhões. Este foi o segundo mês seguido em que o fluxo financeiro ficou positivo. Apesar disso, o valor é inferior aos US$ 2,278 bilhões registrados em fevereiro e também está abaixo dos US$ 2,456 bilhões de março do ano passado. No segmento comercial, o fluxo de março ficou positivo em US$ 5,876 bilhões. O valor é superior aos US$ 4,699 bilhões de fevereiro e também ficou acima dos US$ 5,537 bilhões de março do ano passado. Em março de 2007, a contratação de câmbio para exportação foi de US$ 13,946 bilhões enquanto que o câmbio para importação ficou em US$ 8,070 bilhões. Em março do ano passado, o câmbio para exportação foi de US$ 12,334 bilhões e para importação tinha ficado em US$ 6,797 bilhões. A contratação de câmbio para importação em março deste ano é a maior deste outubro do ano passado, quando ficou em US$ 8,955 bilhões. Compras de dólar As compras de dólares feitas pelo BC em março foram de US$ 7,064 bilhões. O número veio abaixo dos US$ 9,6 bilhões de fevereiro. Mesmo assim, o valor adquirido continuou acima do fluxo efetivo de dinheiro estrangeiro que ingressou no país em março. Nos primeiros três meses do ano, o BC já comprou em mercado mais de US$ 21 bilhões.

Agencia Estado,

04 Abril 2007 | 13h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.