Entrada de dólares no país reduz ritmo, mostra BC

A entrada líquida de dólares no país diminuiu na terceira semana de setembro, mas continuou positiva mesmo com a piora da crise da dívida soberana na Europa, mostraram dados do Banco Central (BC) nesta quarta-feira.

REUTERS

21 de setembro de 2011 | 13h04

O fluxo foi positivo em 395 milhões de dólares na semana passada, levando o saldo no mês a 8,515 bilhões de dólares até o dia 16.

O resultado parcial de setembro é composto por saldo positivo de 5,902 bilhões de dólares em operações comerciais e 2,614 bilhões de dólares em operações financeiras.

No ano, a entrada líquida de dólares no país alcança 68,329 bilhões de dólares, segundo o BC.

A entrada de capitais no país contrasta com a alta de cerca de 16 por cento do dólar em setembro. Nesta quarta, a moeda era cotada perto de 1,84 real no mercado à vista.

A autoridade monetária informou ainda ter incorporado 327 milhões de dólares às reservas internacionais em setembro até o dia 16 por meio de compras no mercado à vista. Desde o último dia 14, o BC parou de fazer intervenções no mercado de dólar.

(Reportagem de Silvio Cascione)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENFLUXO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.