SERGIO FUJIKI/DIVULGAÇÃO
SERGIO FUJIKI/DIVULGAÇÃO

Entrega de aeronaves da Embraer cai no 1º tri

Os dados divulgados pela fabricante decepcionaram o mercado, que projetava um volume maior de entregas, de 35 a 40 no total

O Estado de S.Paulo

17 Abril 2015 | 02h05

A Embraer informou ontem que entregou 20 jatos comerciais e 12 executivos neste primeiro trimestre, abaixo das 34 unidades no mesmo período do ano passado, de acordo com comunicado da companhia. Até março, a carteira firme de pedidos da companhia encerrou em US$ 20,4 bilhões, alta de 6,5% sobre igual período de 2014.

Os dados divulgados pela fabricante de aeronaves decepcionaram o mercado, que projetava um volume maior de entregas, de 35 a 40 no total. As ações da empresa caíram ontem 2,95%, para R$ 23,32. A expectativa dos analistas é que os resultados do balanço do primeiro trimestre, que será divulgado dia 30, fiquem abaixo do inicialmente previsto.

De janeiro a março, a Embraer entregou 20 aeronaves comerciais, todas do modelo E-175, uma das menores versões da companhia. Dos executivos, 10 foram de jatos leves e dois grandes. No mesmo período do ano passado, a empresa havia entregue14 aeronaves comerciais e 20 jatos executivos.

Analistas do Itaú BBA destacaram que a deterioração no mix de entregas no segmento comercial já era esperada. No primeiro trimestre de 2014, os jatos menores respondiam por 64% das entregas. "Este é o primeiro trimestre desde a entrada completa dos E-Jets em serviço (2006) que todas as entregas estão concentradas em um único modelo; diversificação - ou a falta dela - a parte, o fato de que essa concentração está no E-175 significa pressão sobre as margens", disse o banco.

O Credit Suisse destacou que a maior parte das entregas foi a para companhias aéreas americanas, com maior desconto sobre o preço. /AGÊNCIA ESTADO E REUTERS

Mais conteúdo sobre:
economiaEmbraeraeronaves

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.