ENTREVISTA-BB considera alternativas ao Corpbanca no Chile

O Banco do Brasil não vai participar do aumento de capital do chileno Corpbanca, disse à Reuters um executivo do banco federal nesta sexta-feira.

ALUÍSIO ALVES, REUTERS

28 de janeiro de 2011 | 19h29

Além disso, o BB considera alternativas ao Corpbanca para compra de participação em bancos no Chile.

"Este é apenas um dos bancos que estamos considerando no Chile", disse o vice-presidente de Negócios Internacionais e Atacado do BB, Allan Toledo, por telefone.

Na quinta-feira, os acionistas do Corpbanca aprovaram um aumento de capital de cerca de 900 milhões de dólares. O anúncio levantou especulações de que o BB participaria da operação, desde que admitiu que mantinha conversações com os controladores do banco chileno.

ESTADOS UNIDOS

Toledo disse ainda que o BB faz os acertos finais para sua primeira aquisição de banco de varejo nos Estados Unidos, que acontecerá na Florida.

"Nós já fizemos o trabalho de 'due diligence'", disse, acrescentando tratar-se de um banco de pequeno porte avaliado em cerca de algumas dezenas de milhões de dólares, e que a operação deve ser anunciada em fevereiro.

Segundo ele, logo após a aquisição, o BB pedirá autorização das autoridades regulatórias dos EUA para expandir o negócio organicamente para outras regiões do país.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBBINTERATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.