Equador adota sistema nipo-brasileiro de TV digital

O Ministério das Comunicações informou que o governo do Equador anunciou hoje a adoção do sistema nipo-brasileiro de TV digital. Ao todo, seis países da América Latina já optaram pelo padrão japonês com inovações tecnológicas desenvolvidas no Brasil. A ideia do governo brasileiro é criar um sistema regional de televisão, ampliando o mercado de televisores e baixando consequentemente o preço do equipamento.

GERUSA MARQUES, Agencia Estado

26 de março de 2010 | 17h10

Um memorando de cooperação entre Brasil e Equador para a implantação da TV digital foi assinado hoje pelo ministro de Telecomunicações do Equador, Jorge Glass, e o secretário de Telecomunicações do Brasil, Roberto Pinto Martins. Segundo nota distribuída pelo Ministério da Comunicações, o governo japonês também firmou um protocolo com o Equador para ajudar na implantação do sistema.

O padrão japonês foi adotado pelo Brasil em 2006 e em dezembro de 2007 a transmissão de TV digital foi iniciada na cidade de São Paulo. Em abril do ano passado, o Peru anunciou a adesão ao sistema e foi seguido pela Argentina, Chile e Venezuela. O Brasil continua negociando com outros países como Cuba, Uruguai e Costa Rica, além da África do Sul e de Moçambique, que também mostraram interesse pelo sistema nipo-brasileiro. Além do padrão japonês, existem ainda os padrões europeu e americano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.