Equador estuda possibilidade de voltar à Opep

O ministro da Energia do Equador, Eduardo Lopez, afirmou que o país estuda a possibilidade de voltar a fazer parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). "O Equador deixou a Opep e agora estamos estudando o nosso possível retorno", disse. No entanto, Lopez destacou que o país fará uma análise sobre as vantagens e desvantagens de se reincorporar ao cartel. Atualmente, a produção equatoriana de petróleo gira em torno de 550 mil barris por dia, sendo que 140 mil barris desse total são exportados. O Equador ingressou na Opep em 1973 e saiu do grupo em 1992.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.