Equador planeja recompra de dívida ''ilegal''

O governo do Equador disse neste sábado que vai apresentar no início de janeiro uma proposta de recompra do bônus global aos detentores destes papéis com um grande desconto de seu valor nominal, como parte da estratégia do presidente Rafael Correa para não pagar a dívida que considera ilegal. Correa declarou moratória dos bônus Global 2012 ao suspender o pagamento de US$ 30,6 milhões que venceu em 15 de dezembro. Enquanto isso, as negociações do Global 2015 estão em "moratória técnica". O prazo para o governo decidir se vai suspender o pagamento vence em 15 de janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.