Equipe do FMI, União Europeia e BCE viajará novamente para a Grécia

Ministros de Finanças europeus vão se reunir novamente em 3 de julho para uma sessão extraordinária, em busca de uma solução para a crise da Grécia

Danielle Chaves, da Agência Estado,

20 de junho de 2011 | 12h51

Uma equipe do Fundo Monetário Internacional (FMI), da Comissão Europeia e do Banco Central Europeu (BCE) vai viajar para a Grécia novamente em meio às negociações sobre um novo pacote de ajuda para o país, informou Norbert Barthle, porta-voz para orçamento do partido União Democrata Cristão (CDU, na sigla em inglês), da chanceler da Alemanha, Angela Merkel.

Mais cedo, Olli Rehn, comissário europeu para Assuntos Econômicos, afirmou que uma nova missão da União Europeia e do FMI estará em Atenas na semana que vem.

Barthle divulgou a informação após uma teleconferência entre o ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, e líderes parlamentares alemães, que aconteceu enquanto ministros de Finanças da União Europeia estavam reunidos em Luxemburgo debatendo uma solução para a crise de dívida grega.

Tanto Schaeuble quanto o Parlamento alemão, conhecido como Bundestag, aprovaram o fornecimento de mais ajuda à Grécia desde que o Parlamento grego aprove medidas de austeridade adicionais.

Os ministros de Finanças europeus vão se reunir novamente em 3 de julho para uma sessão extraordinária na qual vão tratar do assunto. "Os ministros decidiram esperar (e ver) o que o Parlamento grego decidirá", disse Barthle. O porta-voz também afirmou que a questão da participação dos credores privados em uma nova ajuda à Grécia ainda está sendo debatida.

Amanhã o primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, vai enfrentar um voto de confiança do Parlamento e os parlamentares também terão de decidir em breve sobre a nova rodada de medidas de austeridade. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.