finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ericsson vai se dedicar aos dispositivos sem fio

Para a Ericsson, a mudança no mercado de celulares, que se afastou dos telefones mais simples e passou a se dedicar aos smartphones com acesso à internet e a serviços provedores de conteúdo, significa que a sinergia envolvida em manter um portfólio de serviços de telecomunicações e uma operação de aparelhos telefônicos diminuiu.

O Estado de S.Paulo

28 de outubro de 2011 | 03h07

"Dez anos atrás, quando formamos a joint venture, combinando o conhecimento da Sony nos produtos destinados ao consumidor com a experiência na tecnologia de telecomunicações da Ericsson, a complementaridade entre ambas parecia perfeita para impulsionar o desenvolvimento de celulares dotados de mais recursos", disse o presidente da Ericsson, Hans Vestberg. "Estamos dando agora um passo igualmente lógico, conforme a Sony adquire nossa participação na joint venture."

A Ericsson disse que vai agora se concentrar no mercado global de dispositivos wireless como um todo e nas formas por meio das quais a conectividade sem fio pode beneficiar as pessoas, as empresas e a sociedade para além da telefonia. / ASSOCIATED PRESS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.