Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Erro de operação leva Credit Suisse a perder US$ 2,85 bi

O banco suíço Credit Suisse encontrou marcações erradas e erros de precificação feitos por uma série de operadores que o levaram a contabilizar a perda de alguns ativos hipotecários, em uma medida que deve tirar US$ 1 bilhão do lucro líquido do primeiro trimestre deste ano. O banco anunciou hoje uma baixa contábil de US$ 2,85 bilhões, que também poderá afetar o lucro do ano passado. A notícia derrubou as ações do banco, que passaram a cair mais de 9% na Bolsa de Zurique esta manhã."No primeiro trimestre até agora, nós estimamos que continuamos lucrativos, após aplicar estas reduções", disse o Credit Suisse em comunicado. O banco suspendeu diversos operadores responsáveis pela marcação errada de títulos hipotecários, segundo informou uma pessoa próxima ao assunto. Entretanto, o fato de o Credit Suisse não ter informado o que os operadores fizeram provocou temores no mercado, principalmente à luz do escândalo que afetou recentemente o banco francês Société Générale."Isso pode deixar os investidores nervosos com outros problemas que ainda estão por vir e afetar a confiança nos controles de risco da companhia de forma mais generalizada", disse o analista Jeremy Sigee, do Citigroup.A revelação do Credit Suisse foi feita em conexão com o fechamento da emissão de US$ 2 bilhões de notas subordinadas com vencimento em 2018. A revisão das constatações será completada até meados de março, quando o Credit Suisse irá publicar seu relatório anual, informou um porta-voz do banco. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.