finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Espaço do consumidor

Quatro vezes consertoEm dez/06, minha filha comprou em Belo Horizonte um aparelho de som portátil Philco MP3-PAP 50, presente de Natal para o irmão, mas desde janeiro o aparelho não liga. Em 26/1, o SAC pediu para levarmos o MP3 à autorizada de Poços de Caldas, onde moro, a ser entregue consertado em 23/2. Por falta de uma peça, entregaram o aparelho só em 17/3; ele funcionou alguns dias e o defeito voltou. Levado à autorizada em 9/4 e devolvido dia 18, o ?conserto? durou até dia 28. De novo na oficina, voltou em 15/5 e funcionou só 8 dias. Enviei vários e-mails à Philco pedindo uma solução definitiva (troca por outro aparelho ou devolução do dinheiro). Com o caso "em verificação", pediram para esperar um contato, que até hoje, 25/5, não ocorreu. Cansado de tanto defeito e conserto, peço ajuda à coluna.BRUNO TOSOPoços de Caldas/MGA Philco responde:"Reparamos o aparelho na própria casa do consumidor."Fogão autodestrutivoComprei um fogão Continental há 3 anos. Liguei o forno enquanto batia massa para um bolo, tendo ao lado meu filho de 4 anos. Minutos depois, houve um estrondo, e a tampa de vidro que cobre o fogão (levantada) foi reduzida a cacos. Liguei para a empresa em São Paulo (moro em Florianópolis), e expliquei que não tenho mais a nota fiscal, perdida na mudança há 2 anos; a autorizada disse que, com autorização da sede, não cobraria a visita, mas uma atendente avisou que seria tudo por minha conta, porque o fogão está fora de garantia. MÁRCIA MOURA da SILVAFlorianópolis/SCA BSH Continental responde:"O Serviço Autorizado de fábrica esteve na casa da cliente no dia 12/7 e constatou a quebra do vidro da tampa do fogão. Que, com três anos de uso, está fora da garantia (pelo manual de instruções, as peças de vidro têm garantia de 90 dias). O posto autorizado aguarda aprovação do orçamento para concluir a manutenção."A leitora comenta:Sei que o fogão está fora de garantia há muito tempo. O que me admira é o fato de ter um fogão que se autodestrói.Tivemos sorte, meu filho e eu. Quantos fogões iguais não estarão pondo os donos em risco?Lavadora atira tampaNo dia 14/6, minha lavadora de roupas Electrolux (3 anos de uso) lançou longe a parte superior e a tampa quando lavava um lençol. Com o impacto, a máquina girou 180º. Felizmente não havia ninguém na lavanderia, porque a peça lançada certamente feriria ou até mataria a pessoa. Contatei o SAC e, no dia seguinte, o técnico que fez vistoria disse nunca ter visto nada igual, porque a instalação elétrica estava em ordem. Ele prometeu mandar fotos para a fábrica, para análise, e no dia 18/6 a atendente disse que no máximo em uma semana teria a causa do acidente, para providências. Só em 12/7 recebi telegrama da Electrolux dizendo que o dano fora provocado ?por causa externa?. A empresa que enviou o técnico informa que no seu laudo ?nada consta de conclusivo? e não diz qual a foi a causa. A empresa está menosprezando um cliente que, felizmente, não sofreu as conseqüências possíveis. PAULA MARZORATI KUNTZ PUGLIAAlto de PinheirosA Electrolux responde:"Contatamos d. Paula em 24/7, oferecendo proposta adequada à situação, e estamos na expectativa de que ela aceite."A leitora comenta:Somente após a intermediação do jornal uma assessora da diretoria da empresa ligou oferecendo uma lavadora nova. É estranho que, após a conclusão inicial de que a explosão fora ?por causa externa?, a empresa ofereceu a troca por um modelo novo. De qualquer forma, não basta para ressarcir o risco à integridade física de quem estava em e o transtorno de ficar tanto tempo sem lavadora. Hoje, dia 15, ainda estamos aguardando a entrega da nova máquina, prometida para o dia 10, ou pelo menos algum contato. Segundo o Procon, mesmo sem nota fiscal o fornecedor deve verificar (sem cobrar) o produto, para saber se o problema ocorreu por mau uso ou defeito de fabricação, caso em que poderá ser preciso rever o lote e, talvez, fazer recall. Acidente de consumo é todo aquele que é causado por um produto ou serviço com defeito e/ou falta de informação. O prazo para exigir reparação do dano, nesse caso, é de 5 anos a contar do conhecimento do dano (art. 27). Vício oculto é o que aparece com o tempo de uso. O prazo para reclamar é de 90 dias para produtos duráveis.Tostadeira com defeito Ano passado, comprei uma tostadeira Arno, que em pouco tempo deu defeito, e a assistência técnica disse que não tinha conserto. Recebi em troca uma tostadeira mais barata (de R$ 61, não a de R$ 114,42 que comprara), então pedi outro produto e eles ofereceram espremedor de frutas ou chapinha. Aceitei a chapinha mas ela não esquenta, e eles dizem nada poder fazer, a não ser trocar por um produto igual. Peço o dinheiro da diferença do valor da tostadeira de volta, pois o produto ainda está na garantia.SÔNIA FORBESSanto AmaroA Arno responde:" A empresa contatou a leitora e devolverá o valor pago."Instalação de máquinaGanhei uma lava-louças Consul e a empresa cobrou R$ 30 pela instalação. Sem alternativa, paguei, mas o técnico percebeu que faltava um pedaço de cano e marcou a instalação para outro dia, Só que, ao terminar o serviço, ele pediu mais R$ 37 pelo pedaço de cano de 5 cm! Minha mãe pagou, e quando eu liguei para o SAC a atendente disse nada poder fazer, porque o pagamento já havia sido feito. Peço ressarcimento!SIMONE CORDEIRO de BIASICapitalA Whirlpool S.A. responde:"A Whirlpool, fabricante das marcas Brastemp e Consul, lamenta o transtorno causado à leitora, a quem ressarcimos o valor das peças adicionais."Cobrança não canceladaEm março/06 aluguei um filtro Brastemp, pagando via cartão. Em dezembro mudei para Florianópolis e pedi o cancelamento do aluguel do aparelho, retirado de casa em 26/12 - só que até hoje (carta de 16/7) a cobrança continua a ser debitada no meu cartão. Pedi várias vezes - sem sucesso - o cancelamento do débito e o reembolso da cobrança indevida. RENATA BARION GONÇALVESFlorianópolis/SCA Whirlpool S.A. responde:"A Whirlpool, fabricante das marcas Brastemp e Consul, lamenta o transtorno causado e fará reembolso como combinado com a leitora."Forno de microondasComprei um microondas Electrolux, que está com problemas, pois o tempo programado acaba mas ele continua a funcionar, e o botão liga e o timer mostram números estranhos durante a operação. O técnico disse ?não haver defeito?, mas eu lhe expliquei que os problemas ocorrem com freqüência, embora não o tempo todo.BRUNO MACÁRIOCapitalA Electrolux responde:"Contatamos o leitor no dia 22/6 e marcamos uma visita do técnico para avaliar o produto. O SAC acompanhará o processo até o final, para garantir a satisfação do cliente."SERVIÇOProcon: Consultas e queixas: tel. 151Cadastro e pesquisas: 3824-0446Ouvidoria: 3826-1457http://www.procon.sp.gov.brIdec: (Instituto de Defesa do Consumidor)tel: 3874-2152http://www.idec.org.brInmetro: http://www.inmetro.gov.brIpem: (Instituto de Pesos e Medidas)tel. (0800) 013-05-22http:/www.ipem.sp.gov.brouvidor-ipem@ipem.sp.gov.brAndif: tel: 3106-1537http://www.andif.com.brE-mail: andit.dir@uol.com.brPro Teste: Associação Brasileira de Defesa do ConsumidorRio de Janeiro: tel/fax: (021) 3003-3828http://www.proteste.org.brE-mail: proteste@proteste.org.brP

consumi@estado.com.br, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2020 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.