Espanha amplia prazo de benefício para desempregados

O governo da Espanha aprovou hoje um plano para prorrogar por seis meses os benefícios para os trabalhadores desempregados, com efeito imediato. As pessoas desempregadas que usaram todo o seu subsídio de desemprego e se cadastraram em programas de treinamento podem reivindicar 426 euros (US$ 540,93) por mês.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

20 de agosto de 2010 | 11h04

O benefício começou no ano passado. No fim de julho, 615 mil pessoas tinham recebido o dinheiro. O aumento do prazo do benefício custará ao Estado 420 milhões de euros nos próximos seis meses. "O governo entende que esse programa terá de ser prorrogado, por que ele está cumprindo com o seu objetivo", afirmou o ministro do Trabalho espanhol, Celestino Corbacho. A taxa de desemprego da Espanha está em 20%, o dobro da média da taxa de desemprego da União Europeia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
criseEspanhadesempregobenefícioprazo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.