Espanha anuncia reforma para capitalizar caixas de poupança

A estimativa preliminar das necessidades de capital dos bancos espanhóis, feita pelo Banco da Espanha, é inferior a € 20 bilhões

Renato Martins, da Agência Estado,

24 de janeiro de 2011 | 16h24

A ministra das Finanças da Espanha, Elena Salgado, anunciou que o governo do país está reformando a regulamentação do setor bancário, para permitir a estatização parcial das caixas de poupança e injetar capital novo. Segundo ela, a estimativa preliminar das necessidades de capital dos bancos espanhóis, feita pelo Banco da Espanha, é inferior a € 20 bilhões.

Salgado disse que a mudança na regulamentação permitirá que o Fundo para a Reestruturação Ordeira dos Bancos (Frob) adquira participação direta nas caixas de poupança por até cinco anos.

O governo espanhol também vai elevar a exigência mínima de capital de categoria 1 para os bancos do país de 6% para 8% e mais tarde vai injetar capital nas instituições que não estejam de acordo com as novas exigências. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhapupançabanco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.