Espanha aprova pacote de US$ 5,2 bi para setor automotivo

Vendas de automóveis no país caíran 28% em 2008; previsão é de 22% de queda este ano, diz associação

Marcílio Souza, da Agência Estado,

13 de fevereiro de 2009 | 15h48

O governo da Espanha aprovou nesta sexta-feira, 13, um pacote de 4 bilhões de euros (US$ 5,2 bilhões) para ajudar o setor automotivo do país. A vice-primeira-ministra, María Teresa Fernandez de la Vega, disse que o plano inclui medidas para ampliar a demanda e atividades de pesquisa e desenvolvimento, além de servir como um suporte financeiro para o setor.  Veja também:PIB da zona do euro tem queda recorde, de 1,5%Veja a evolução do PIB trimestral dos países europeusG-7: França quer maior controle sobre fundos de risco De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  O plano também reserva 800 milhões de euros para ajudar o setor automotivo a focar a produção em veículos mais competitivos e eficientes no uso de energia. Boa parte desse pacote de ajuda foi inicialmente anunciada no ano passado, dentro de um plano de estímulo maior.  O governo espanhol agiu agressivamente para estimular sua economia em dificuldade, com o anúncio de um estímulo fiscal de 21 bilhões de euros, ou 2% do PIB, em 2008 e de 31,28 bilhões de euros, 3% do PIB, em 2009. A associação que reúne as fabricantes de carros na Espanha, a Anfac, disse que as vendas de automóveis este ano deverão recuar 22%, após caírem 28% em 2008. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhasetor automotivo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.