Espanha criará novo imposto para pessoas mais ricas, diz Zapatero

Segundo premiê espanhol, 'governo planeja pedir aos cidadãos em melhores condições financeiras que façam mais pelo país'

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

26 de maio de 2010 | 10h53

O primeiro-ministro da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, disse que anunciará em breve um novo imposto sobre as pessoas mais ricas, como parte de um duro pacote de austeridade extremamente impopular. "O governo planeja pedir aos cidadãos em melhores condições financeiras que façam mais (pelo país)", afirmou Zapatero no parlamento.

O governo espanhol está buscando agora um "gesto de solidariedade" da parte dos ricos e os detalhes sobre o plano serão anunciados nas próximas semanas, destacou o primeiro-ministro.

"O governo pediu um esforço coletivo das pessoas para economizar e cortar as despesas estatais, que afeta particularmente os funcionários públicos e aposentados em 2011", ressaltou Zapatero. Com base nisso, segundo o primeiro-ministro espanhol, "o esforço deve ser o mais justo possível".

Na semana passada, o governo aprovou um novo pacote de austeridade de € 15 bilhões que incluiu uma redução

de 5% nos salários dos funcionários públicos e o congelamento de pensões.

Esses cortes, que serão submetidos à aprovação do parlamento na quinta-feira, estão no topo do pacote de austeridade de € 50 bilhões anunciado em janeiro, uma vez que a Espanha tenta colocar suas finanças em ordem.

O governo espanhol está tentando trazer o déficit orçamentário total do setor público até o limite de 3% Produto Interno Bruto (PIB) estipulado para a zona euro em 2013, de 11,2% no ano passado. As informações são da Dow Jones. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.