Espanha diz que apresentará detalhes de medidas contra déficit na sexta-feira

Governo quer reduzir seu déficit orçamentário, atualmente em 11,2%, para 3% do PIB até 2013

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

28 de abril de 2010 | 15h41

O governo da Espanha mantém o compromisso de aprovar em sua reunião semanal de gabinete, marcada para a sexta-feira, os planos de reestruturação da administração pública e das companhias estatais do país, afirmou o vice-ministro das Finanças José Manuel Campa em Madri. Os planos fazem parte dos esforços do governo para reduzir seu déficit orçamentário para 3% do PIB até 2013, de 11,2% no ano passado.

 

Campa afirmou que o governo espanhol prevê uma retomada do crescimento nos primeiros três meses do ano depois de seis trimestres consecutivos de contração e disse ter ficado surpreso com as previsões para o país feitas pela agência de classificação de risco de crédito Standard & Poor's, que hoje rebaixou o rating da Espanha, com perspectiva negativa.

 

Junto com o rebaixamento do rating, a S&P anunciou projeção segundo a qual o produto interno bruto espanhol cresceria em média 0,7% até 2016, abaixo de previsão anterior de crescimento anual médio de 1%.

 

"Eles estão fora das margens de todas as previsões analíticas que vi até o momento", declarou Campa. "Ainda não temos o dado final (do PIB do primeiro trimestre), mas todos os indicadores tem sido claramente positivos", assegurou.

 

Campa disse ainda que os líderes europeus precisam concluir logo as negociações de um pacote de resgate à Grécia para impedir o contágio de outras nações altamente endividadas da zona do euro.

 

"Não sei se está havendo um efeito de contágio sobre a economia espanhola, mas os spreads de nossos bônus estão em níveis excepcionais que nós pensamos ser temporários", declarou.

 

"Considerando-se que eles tenham sido afetados pela situação grega, quanto mais cedo isso for resolvido, melhor", concluiu. As informações são da Dow Jones.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.