Espanha diz que cúpula debaterá recapitalização direta de bancos

A recapitalização direta dos bancos espanhóis que usarem os fundos de ajuda da União Europeia será discutida na cúpula de líderes da UE nos próximos dois dias, afirmou nesta quarta-feira o ministro da Economia da Espanha, Luis de Guindos.

REUTERS

27 de junho de 2012 | 07h47

De Guindos afirmou que realizou uma teleconferência com os ministros de Alemanha e Itália nesta manhã e que participará de outra ainda nesta quarta-feira, depois de os ministros das quatro principais economias da zona do euro terem se reunido em Paris na terça.

A cúpula dos líderes também discutirá uma maior união bancária no bloco monetário, junto com o plano apresentado em um relatório pelo presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, completou De Guindos.

"Acredito que o Eurogrupo fará algumas contribuições importantes a respeito disso e, como o primeiro-ministro (Mariano Rajoy) disse antes, acho que a possibilidade de injeção direta de capital aos bancos estará em discussão", disse ele ao Parlamento.

A Espanha pediu a ajuda de até 100 bilhões de euros para recapitalizar seus bancos, embora as atuais regras determinem que ajuda monetária europeia vá primeiro para o Estado, ampliando os já altos níveis da dívida pública.

(Reportagem de Fiona Ortiz)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROESPANHARECAPITALIZACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.