Espanha e França querem mecanismo bancário até o fim de 2012

Supervisão das instituições financeiras é requisito para estabilidade, dizem ministros 

Reuters

25 de julho de 2012 | 10h09

MADRI - A estabilidade da zona do euro precisa da adoção de um mecanismo único de supervisão para os bancos do bloco até o final deste ano, afirmaram nesta quarta-feira a França e a Espanha em comunicado conjunto após negociações bilaterais em Paris.

"Nossa estratégia comum para a estabilidade da zona do euro inclui a adoção, até o final deste ano, de um mecanismo único de supervisão para bancos da zona do euro, envolvendo o BCE (Banco Central Europeu)", afirmaram o ministro da Economia da Espanha, Luis de Guindos, e seu colega francês, Pierre Moscovici, em declaração conjunta.

"Nós esperamos propostas da Comissão até setembro e comprometimento para uma negociação rápida. Esse mecanismo de supervisão abrirá caminho para recapitalizações diretas com as condicionalidades apropriadas."

De Guindos e o ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, também pediram na terça-feira por uma implementação rápida das decisões do Conselho Europeu tomadas em 29 de junho, apesar de eles não terem estabelecido um prazo para a criação de um único mecanismo bancário.

Os atuais yields da dívida espanhola não refletem os fundamentos da economia, seu potencial de crescimento e a sustentabilidade de sua dívida pública, disseram os ministros francês e espanhol. (Paul Day)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROESTRATEGIAEURO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.