Espanha elevará pensões em 1 por cento e destravará fundo de reserva

A Espanha anunciou nesta sexta-feira que elevará as pensões estatais em 1 por cento para compensar a elevação dos preços neste ano e destravará um fundo de reservas do sistema de pensões para amenizar as tensões com a liquidez.

Reuters

30 de novembro de 2012 | 12h22

"Em janeiro de 2013 as pensões serão revistas em 1 por cento, mas os pensionistas que recebem menos de 1.000 euros por mês receberão uma revisão de 2 por cento", disse a vice-primeira-ministra espanhola Soraya Saenz de Santamaria em entrevista coletiva após a reunião semanal do gabinete.

Pela lei espanhola, as pensões devem ser revistas a cada ano em linha com o dado sobre a inflação de novembro, que foi divulgado nesta sexta-feira em 2,9 por cento.

Saenz de Santamaria também disse que uma nova lei foi aprovada para destravar o fundo de reservas do sistema de pensão estatal e amenizar as tensões de liquidez em torno dos pagamentos de pensões até o final do ano.

A ministra do Trabalho, Fatima Banez, disse que a revisão não deverá impedir a Espanha de cumprir sua meta de déficit de 6,3 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano.

(Reportagem de Andres Gonzalez)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROESPANHAPENSOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.