Espanha, França e Itália pedem adoção de acordos sobre bancos

Líderes da UE concordaram no mês passado em permitir que fundos de resgate da zona do euro injetem capital diretamente nos bancos depois da criação de uma união bancária europeia

Danielle Chaves, da Agência Estado,

24 de julho de 2012 | 12h35

MADRI - Espanha, França e Itália pediram a implementação imediata da série de acordos de amplo alcance destinados a lidar com a crise e a ajudar os debilitados bancos europeus que foram fechados na última reunião dos líderes da União Europeia, no fim de junho.

O vice-ministro da Espanha para Relações com a UE, Íñigo Méndez de Vigo, o ministro da França para Relações Europeias, Bernard Cazeneuve, e o ministro da Itália para Relações Exteriores, Moavero Milanesi, emitiram o pedido conjunto durante uma reunião hoje em Bruxelas, segundo um comunicado do Ministério de Relações Exteriores da Espanha.

Os líderes da UE concordaram no mês passado em permitir que os fundos de resgate da zona do euro injetem capital diretamente nos bancos, uma medida que ajudaria a Espanha, mas apenas depois da criação de uma união bancária europeia. Eles também concordaram em simplificar o processo para que os fundos de resgate intervenham no mercado de bônus da Espanha e da Itália.

"Velocidade é uma condição fundamental para que haja sucesso em qualquer assunto relacionado à União Europeia", disse Méndez de Vigo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
União Europeiaacordobancoscrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.