Espanha manterá plano de construção civil de 30 bi euros--jornal

O governo espanhol usará privatizações para evitar que seu plano de dois anos e 30 bilhões de euros (41,02 bilhões de dólares) de infraestrutura definhe sob o pacote de austeridade do governo, informou o ministro de Obras Públicas do país ao jornal ABC.

REUTERS

15 de fevereiro de 2010 | 10h26

Na última sexta-feira, o governo afirmou que os projetos de ambiente e infraestrutura do país devem sofrer os piores cortes do ano, como parte de um plano de austeridade de 50 bilhões de euros para reduzir o déficit.

"Devo por à mesa um plano de colaboração público-privada que permitirá que mantenhamos investimentos sustentáveis, o que é o motor para a atividade econômica e o mercado de trabalho", disse José Blanco em entrevista publicada nesta segunda-feira.

A Espanha já fechou boa parte de seus acordos de financiamento privado e irá privatizar alguns projetos, incluindo trens de alta velocidade, segundo o ministro, que acrescentou ainda que alguns projetos, como de uma linha entre as regiões de Astúrias e Galícia, no norte do país, terão de ser abandonados.

(Reportagem de Tracy Rucinski)

Tudo o que sabemos sobre:
MACRO, ESPANHA, CONSTRU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.