Espanha paga juro recorde em títulos públicos de 10 anos

Rendimentos italianos também saltaram nesta segunda-feira, 18, quando o alívio após a vitória dos conservadores na Grécia deu espaço para pessimismo em relação aos problemas do bloco

REUTERS,

18 de junho de 2012 | 15h16

LONDRES - Os rendimentos dos títulos espanhóis atingiram nova máxima desde que o euro foi implantado, acima de 7%, e os rendimentos italianos também saltaram nesta segunda-feira, quando o alívio inicial após a vitória de partido pró-resgate na Grécia deu espaço para pessimismo em relação aos enormes problemas que o bloco ainda enfrenta.

Partidos políticos a favor do resgate à Grécia deram início às tentativas de formar um governo na segunda-feira, após a vitória apertada sobre os esquerdistas radicais que queriam rasgar o acordo de ajuda existente.

Isso acabou com o risco de uma iminente saída da Grécia do bloco monetário, mas a vitória apertada deixou grandes dúvidas sobre como uma coalizão pró-resgate poderá efetivamente governar, com os mercados ainda acreditando que a Grécia pode ter que acabar deixando a zona do euro.

"A situação grega ainda é muito, muito precária. Eles só conseguiram a maioria, mas ainda há muitos ventos contrários em termos de conseguir uma coalizão, e então tem a Espanha de novo", disse um trader.

Investidores voltaram suas atenções de novo para a Espanha, quarta maior economia da zona do euro, onde os altos custos de empréstimos estão ameaçando a capacidade do país de se financiar e provocam especulações de que a Espanha poderá precisar de um resgate completo.

"Acho que saímos um pouco da Grécia, para ser honesto. Embora isso seja sem dúvida importante...o maior problema é 'como lidar com a Espanha', e parece não haver uma solução satisfatória para isso", disse a estrategista da Investc Elisabeth Afseth.

Os rendimentos dos títulos de 10 anos da Espanha subiram para 7,15%, alta de 23 pontos base no dia. Grécia, Irlanda e Portugal foram forçados a buscar ajuda internacional logo depois de o rendimento de seus títulos de 10 anos subirem acima de 7%.

O custo de garantia contra um default espanhol atingiu a máxima recorde de 612 pontos base, de acordo com o instituto Markit.

A dívida italiana também sofreu, elevando os rendimentos em 15,5 pontos base, para 6,08%, mas as vendas foram mais profundas na Espanha, chegando a deixar a diferença de rendimento entre os dois em 108 pontos base - o maior na história da zona do euro de acordo com gráficos da Reuters.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhacriseeuro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.