Espanha pode aprofundar medidas austeridade

O governo da Espanha talvez precise aprofundar ainda mais as medidas de austeridade fiscal para cumprir a meta de déficit de 6,3% do produto interno bruto (PIB) em 2012 se a arrecadação de impostos não crescer, informa o jornal espanhol El País em sua página na internet.

RICARDO GOZZI, Agencia Estado

19 de agosto de 2012 | 20h37

O primeiro-ministro Mariano Rajoy "está determinado a cumprir a meta de déficit com ou sem resgate" financeiro externo, assegurou ao periódico uma fonte graduada no governo. "É possível que medidas ainda mais drásticas venham a ser adotadas em breve", prosseguiu a fonte.

O ministro de Orçamento Cristóbal Montoro apresentará em setembro que vem os dados de arrecadação de impostos nos últimos meses. "Se a receita continuar a cair, os impostos provavelmente serão elevados e os gastos serão cortados novamente", disse a fonte.

Tais medidas envolveriam reformas no sistema de previdência e novo aumento de impostos, possivelmente afetando itens como gás natural, gasolina, óleo diesel, cigarros e bebidas alcoólicas, detalhou a fonte. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhacriseUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.