Espanha será responsável pela assistência que receberá, diz Eurogrupo

Além disso, é esperado que a Espanha cumpra com os compromissos de reforma e com as metas para o déficit, disseram ministros das Finanças da zona do euro

Renan Carreira, da Agência Estado,

27 de junho de 2012 | 13h23

A Espanha será "completamente responsável" pela assistência fornecida pela zona do euro para os bancos do país. Além disso, é esperado que a Espanha cumpra com os compromissos de reforma e com as metas para o déficit, disseram ministros das Finanças da zona do euro (Eurogrupo).

Em um comunicado após uma teleconferência do Eurogrupo, eles afirmaram que a assistência de até 100 bilhões de euros para a Espanha será canalizada pelo Fundo de Reestruturação Ordenada Bancária (FROB), que é usado pelo governo para ajudar na integração do sistema bancário espanhol.

Eles também confirmaram que o recurso será fornecido pela Linha de Estabilidade Financeira Europeia até que o Mecanismo de Estabilidade Europeu (ESM, na sigla em inglês) esteja disponível. Autoridades europeias esperam que o ESM esteja ativo a partir do próximo dia 9.

"O governo espanhol vai permanecer completamente responsável e vai assinar o Memorando de Entendimento e o Acordo para uma Linha de Assistência Financeira", disseram os ministros.

O Eurogrupo disse que as necessidades de capital dos bancos da Espanha, "incluindo uma margem de segurança adicional", vai permanecer em até 100 bilhões de euros, em assistência descrita no início neste mês.

Embora a ajuda seja condicionada a reformas específicas para o setor financeiro, o Europa disse que a Espanha também será monitorada para o cumprimento das promessas de reforma e da meta do déficit. "O andamento nessas áreas vai ser revisado regularmente e de perto, em paralelo com a assistência financeira", afirmaram os ministros.

O Eurogrupo disse que a prestação de assistência à Espanha "está garantida para salvaguardar a estabilidade financeira na zona do euro". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
euroEspanhacriseresgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.