Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Espanha tem déficit em conta anual de 47,6 bi de euros

O grande déficit em conta corrente da Espanha diminuiu no ano passado, como resultado de um recuo no pagamento de juros para credores estrangeiros. Segundo informou hoje o Banco da Espanha (o banco central do país), o déficit em conta corrente - que mede as transações econômicas com o restante do mundo - caiu para 47,67 bilhões de euros em 2010, ante 58,30 bilhões de euros em 2009.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

28 de fevereiro de 2011 | 10h13

A linha da renda espanhola na conta corrente do ano passado - que inclui pagamentos de juros e receitas - mostrou déficit de 21,45 bilhões de euros, uma queda em relação aos 30,54 bilhões de euros registrados no ano anterior.

Inflação

A inflação na Espanha atingiu uma nova máxima em dois anos em fevereiro, em boa parte como resultado da alta nos preços dos combustíveis e das bebidas não alcoólicas, segundo informou o Instituto Nacional de Estatísticas (INE). Na estimativa preliminar para este mês, o INE disse que o índice de preços ao consumidor da Espanha harmonizado para a União Europeia (HCPI na sigla em inglês) subiu 3,4% em relação a fevereiro do ano passado. Esta é a taxa mais alta desde outubro de 2008 e superior aos 3% de janeiro. Economistas previam aumento de 3,3% no índice.

França

Em outra divulgação do dia, a agência de estatísticas nacional da França, a Insee, informou que o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) subiu 0,9% em janeiro, na comparação com dezembro, e 5,6% em relação a janeiro do ano passado. Economistas esperavam alta de 1% no mês e de 5,4% no ano.

Os preços dos serviços de mineração, energia e água ficaram estáveis na comparação mensal, mas aumentaram 6,3% no ano, enquanto os preços dos bens manufaturados subiram 1% no mês e 5,4% no ano. No segmento de refino e carvão, os preços tiveram alta de 3,7% em janeiro ante dezembro e de 30,6% ante janeiro de 2010, enquanto os preços de equipamentos eletrônicos e de tecnologia da informação subiram 0,7% no mês e 1% no ano. Os preços dos materiais de transporte aumentaram 0,2% em janeiro ante dezembro e 0,3% ante janeiro do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.