coluna

Louise Barsi: O Jeito Waze de investir - está na hora de recalcular a sua rota

Espanhóis dominam e levam 6 lotes do leilão de rodovias

Os sete lotes de rodovias federais que foram a leilão hoje à tarde na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) tiveram como grande destaque o grupo OHL, de origem espanhola, e que já controla quatro concessionárias no interior do Estado de São Paulo.A OHL venceu a disputa, ao apresentar a menor tarifa de pedágio, das rodovias Régis Bittencourt (BR-116, no trecho que liga São Paulo a Curitiba), Fernão Dias (BR-381, que liga São Paulo a Belo Horizonte), a interligação Curitiba-Florianópolis (que inclui trechos das BRs 116, 376 e 101), a BR-116 Sul (de Curitiba até a divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul) e a BR-101, no trecho entre a Ponte Rio-Niterói até a divisa com o Espírito Santo.O consórcio BRVias foi o vencedor da concessão da Transbrasiliana (BR-153), no trecho paulista (da divisa do Paraná até Minas Gerais). A proposta da empresa Acciona, também de origem espanhola, saiu vitoriosa no último lote, da rodovia BR-393 MG-RJ.O leilão de concessões de hoje totalizou 2.580 quilômetros de estradas federais que cortam seis Estados brasileiros nas Regiões Sul e Sudeste do País. Os lotes mais disputados foram a Régis Bittencourt (BR-116), a Fernão Dias (BR-381) e a interligação Curitiba-Florianópolis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.