coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Esso amplia prazo para ofertas na Argentina, diz jornal

Segundo relatos, a brasileira Petrobras é a principal candidata a ficar com ativos argentinos da empresa

Patrícia Fortunato, da Agência Estado,

02 de outubro de 2007 | 15h55

A ExxonMobil estendeu o prazo para que interessados em sua unidade da Esso na Argentina submetam ofertas, afirma nesta terça-feira, 2, o jornal argentino El Cronista. Relatos de que a companhia norte-americana quer deixar a Argentina, como parte de um possível plano de sair da América Latina, emergiram no mês passado. O prazo final para a venda da Esso naquele país teria, então, sido estabelecido para o final de setembro. A notícia divulgada nesta terça pelo El Cronista não esclarece por quanto tempo o prazo para a venda dos ativos foi ampliado. O porta-voz da ExxonMobil não quis comentar o assunto. A empresa disse que seria "inapropriado comentar qualquer oportunidade que estejamos ou não avaliando neste momento". De acordo com o El Cronista, o prazo mais amplo foi concedido para dar mais adicional aos potenciais interessados. Segundo relatos, a brasileira Petrobras é a principal candidata a ficar com ativos argentinos da Esso. A venezuelana PDVSA também quer expandir sua presença na Argentina. Representantes da Petrobras têm se mantido em silêncio sobre a questão, enquanto membros da PDVSA disseram, na semana passada, que a Venezuela tem interesse na Esso Argentina. Os ativos da Esso na Argentina incluem uma refinaria e uma rede de 540 postos próprios e franqueados.

Tudo o que sabemos sobre:
EssoArgentinaPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.