Está cada vez mais claro que 2019 será semelhante a 2018

Os setores que mais contrataram foram Comércio (com aproximadamente 44 mil vagas) e Serviços (com cerca de 19 mil postos de trabalho)

Bruno Ottoni*, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2019 | 04h00

Os resultados de outubro do Caged confirmaram a expectativa dos analistas. Os setores que mais contrataram foram Comércio (com aproximadamente 44 mil vagas) e Serviços (com cerca de 19 mil postos de trabalho). 

O bom desempenho desses setores já era esperado por dois motivos. Primeiro, outubro costuma ser um mês sazonalmente forte para esses dois setores, já que ocorrem contratações para atender à demanda mais aquecida do fim do ano (Black Friday em novembro e Natal em dezembro). Segundo, já se previa que a liberação do FGTS teria efeito positivo sobre esses setores.

Quanto aos resultados das unidades da Federação, a grande maioria apresentou saldo positivo. Mais precisamente, 23 das 27 unidades da Federação tiveram geração positiva de vagas em outubro. A maior geração de vagas ocorreu em Minas Gerais, que apresentou criação de 12 mil postos de trabalho. Já o Rio de Janeiro figurou como a pior unidade da Federação, apresentando a maior destruição de vagas de outubro: quase 10 mil postos de trabalho.

Parece ficar cada vez mais claro que teremos um ano de 2019 muito semelhante a 2018. Comparando-se, por exemplo, o saldo acumulado de 12 meses de outubro de 2019 com o mesmo saldo de 2018, verificamos que os números são muito parecidos. 

Mais precisamente, o saldo acumulado dos 12 meses encerrados em outubro de 2018 ficou em 471 mil. Já o saldo acumulado dos 12 meses encerrados em outubro de 2019 foi de 556 mil.

*PESQUISADOR DA CONSULTORIA IDADOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.